Atacantes do eixo Rio-São Paulo estão longe da artilharia

Os badalados atacantes dos times do Rio e São Paulo não estão conseguindo, até este momento da atual temporada, se destacar e brigar pelo Top 3 Nacional de artilheiros. O primeiro goleador do eixo mais rico do país é Luciano, do ​Fluminense, com 15 gols em 30 partidas.

O segundo colocado na artilharia nacional é o camisa 9 do Cruzeiro: Fred. O centroavante tem 16 gols em 26 partidas disputadas, entretanto o jogador da Raposa não marca um gol há nove jogos e ainda não balançou as redes no Brasileirão.

Fechando o Top 3: Gilberto, do Bahia, também marcou 16 gols, mas disputou 30 partidas em 2019. Aos 30 anos, o artilheiro do Tricolor baiano vive ótima fase e vem sendo decisivo para a equipe. Na temporada, o camisa 9 do Esquadrão de Aço já ganhou o prêmio de maior goleador da Copa do Nordeste, com 8 gols, ao lado de Júnior Santos.

O líder do ranking é o atacante Edson Cariús, do Ferroviário-CE, líder do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Pouco conhecido nacionalmente, mas com muito faro de gol. O jogador tem incríveis 18 gols em 19 partidas e domina a artilharia em número cheio e média por jogo. Aos 30 anos, chamou a atenção ao marcar duas vezes contra o Corinthians, na Copa do Brasil.

Além de Luciano, o Top 10 tem ainda Gabriel Barbosa com 13 gols em 24 partidas e Bruno Henrique também com 13 tentos, mas com um jogo a mais. Os dois atletas pertencem ao ​Flamengo e são artilheiros do ​Campeonato Brasileiro Série A ao lado de Everaldo, da ​Chapecoense, com 4 bolas na rede.